GERAÇÃO PRÉ-ADÂMICA

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

QUAL FOI O PECADO DE ONÃ?

Vi esta postagem no blog do Roberto Soares (  http://www.robertosoares.com/qual-foi-o-pecado-de-ona/ ) e, com a autorização do mesmo, resolvi publicar pois é muito interessante:
_________________________________________________________________________
Qual foi o pecado de Onã?




Há diversas interpretações erradas acerca do pecado de Onã, a mais popular dela talvez seja a de que o pecado de Onã tenha sido a masturbação, daí terem criado a palavra onanismo para se referir à ela (embora uma leitura superficial da passagem já dê a entender que o que Genesis narra que ele fazia era coito interrompido, não masturbação ).

Há também quem pareça pensar que o esperma é sagrado e por isso Deus ficaria incomodado quando ele toca a terra ou outro lugar “profano”, como se pode observar num dos comentários feitos no meu texto sobre sodomia:

“…Deus matou Omã,por se recusar a cumprir o ato sexual na sua plenitude(derramava o semem na terra)Gênesis38:9.O que ELE pensaria se em vez da terra fosse «derramado» no orgão excretor,o anûs?”

Outros podem achar que o pecado seria o desperdício de esperma, mas, se Deus realmente ficasse incomodado com isso, imagino que ele faria com que a mulher fosse sempre fértil(para que jamais houvesse desperdício algum) e não existiria nem mesmo a polução noturna.



Olhando o contexto vemos que o pecado de Onã foi não querer dar descendência ao seu irmão, deixando assim de cumprir as leis da época (de que sempre que um homem morresse sem ter filhos seu irmão lhe desse descendentes).



Então disse Judá a Onã:



Toma a mulher do teu irmão, e casa-te com ela, e suscita descendência a teu irmão.



Onã, porém, soube que esta descendência não havia de ser para ele; e aconteceu que, quando possuía a mulher de seu irmão, derramava o sêmen na terra, para não dar descendência a seu irmão.



E o que fazia era mau aos olhos do SENHOR, pelo que também o matou.



(Genesis 38:8-10)

O pecado de Onã foi o egoísmo de não querer gerar um filho que não fosse carregar seu próprio nome e sim o do irmão, o esperma no chão é só um detalhe.



Qual a sua interpretação? Deixe ela nos comentários e ajude a divulgar o post, se acha que ele é importante.

Obs: Não é minha intenção nesse post discutir sobre a relevância de tais leis antigas e nem sobre a forma como Deus castigou Onã (embora eu não veja problema em discutir tais coisas também), apenas quis chamar a atenção para as interpretações bizarras que surgem quando a pessoa lê apenas versos isolados juntamente com interpretações de tolos.

_________________________________________________________________________

Somente para acrescentar, seria bom salientar que: apesar de Tamar não ter engravidado, segundo especialistas da área, o coito interrompido não é um método contraceptivo seguro, devido ao fato de ser muito difícil ter controle da ejaculação. Ainda que se tenha, um dos fatores é porque o homem tem uma lubrificação natural, que é expelida antes da ejaculação. Essa lubrificação pode ter espermatozóides em quantidade suficiente para que haja uma gravidez.


É isso aí!

4 comentários:

  1. Matar é coisa do demonio,se eus fosse tão bom assim vc acharia que ele iria matar alguem,isso ai é tudo alienação da época da ignorancia.

    ResponderExcluir
  2. Poizé... hoje sabemos que há espermatozóides já nas preliminares, mas na época nao se sabia disso. Então era usado esse método. Ainda é, aliás, por ignorância de muitos. Tabelinha tmbm. Tá cheio de "gotinhas" e "tabelinhas" andando por aí.
    Biologia à parte, olha só: swndo eu de família católica (eu tô bem afastada, hoje), sempre aprendi que masturbação é sodomia e coito interrompido é onanismo. Ambos condenáveis, um por dimunuir o desejo e o outro por diminuir as chances de angravidar. E ambos de resultados duvidosos...
    Como não acredito na Biblia senão como figuras de retórica, vejo Onã como aquele sujeito que não quer assumir os filhos que ele considera ilegítimos, então melhor não tê-los. Egoísmo e satisfação de prazeres a custo zero. Ok, viuva do irmão e tals, eram costumes daquele tempo. Mas era só sensualidade e nada mais.

    ResponderExcluir
  3. Lendo todo o contexto fica claro que o pecado de onã não foi masturbação .. só o que me Deixa triste e ver que as pessoas estudadas da bíblia dizem: texto sem contexto é pretexto pra errar, e na hora de criarem um pecado usam somente um trecho do contexto, sem explicar o contexto, deixando assim mts pessoas enganadas.

    ResponderExcluir
  4. Lendo todo o contexto fica claro que o pecado de onã não foi masturbação .. só o que me Deixa triste e ver que as pessoas estudadas da bíblia dizem: texto sem contexto é pretexto pra errar, e na hora de criarem um pecado usam somente um trecho do contexto, sem explicar o contexto, deixando assim mts pessoas enganadas.

    ResponderExcluir