GERAÇÃO PRÉ-ADÂMICA

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

PIRIGUETE PODE NÃO SE CONVERTER EM NOVELA DO PLIM PLIM!



A personagem Valdirene, de Amor à Vida, interpretada pela atriz e comediante Tatá Werneck, pode não se transformar mais em uma cantora gospel, como eram os planos iniciais do autor da trama Walcyr Carrasco.

Valdirene é filha da ex-chacrete Márcia, em Amor à Vida, novela das nove da TV Globo.

A ideia era que ela fosse a primeira mocinha evangélica de uma novela das nove da Rede Globo. No entanto, o tom de comédia da personagem está dando muito certo, por isso, a emissora e o autor cogitam em desistir da conversão e apostar mais ainda no deboche de Valdirene e de sua mãe ex-chacrete, Márcia, vivida por Elizabeth Savalla. As duas ficariam ricas de fato na trama, mas sem perder toda a falta de noção.

Segundo a colunista da Folha de São Paulo, Keila Jimenez, pesquisas de opinião e dados de audiência mostram que as cenas de humor da piradinha são as preferidas do público da novela. Com isso, a parte dramática de Valdirene, que era a busca pela nova religião, pode ser engavetada de vez.

Neste mês (agosto), foi anunciado que a conversão da piriguete aconteceria no início de setembro, depois de fracassar o casamento com o nobre Ignácio (Carlos Machado).

Valdirene, grávida, vai descobrir no altar que seu milionário é estéril. Depois dessa decepção, a moça iria assumir seu vizinho Carlito (Anderson Di Rizzi), apelidado carinhosamente de Palhaço, e, assim, começaria a vida religiosa, deixando de lado o assanhamento e a busca por um marido afortunado.

Opinião do DP:Vamos ver qual a desculpa dos crentes agora que assistem esse lixo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário