domingo, 29 de abril de 2012

DEUS SE ARREPENDE?






Deus nunca muda de idéia nem se arrepende do que faz?
(Ml 3:6) "Eu, o Senhor, não mudo.
(Nm 23:19) Deus não é homem para que minta, nem filho do homem para que se arrependa.
(1Sm 15:29) Aquele que é a Glória de Israel não mente nem se arrepende; pois não é homem para que se arrependa...". 


Volta atrás e se arrepende?
(Êx 32:14) "Então o Senhor se arrependeu do mal que dissera havia de fazer ao seu povo.
(Gn 6:6-7) Então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem sobre a terra, e isso lhe pesou no coração (...) pois me arrependo de os haver feito. (Jn 3:10) Deus se arrependeu do mal que tinha dito lhes faria, e não o fez.
(2Rs 20:1-7) Ezequias adoeceu e o profeta Isaías disse: Assim diz o Senhor: Põe a tua casa em ordem, porque morrerás e não viverás. Ezequias orou ao Senhor e chorou muitíssimo. Então o Senhor fez Isaías voltar e falar para Ezequias que tinha ouvido as orações e o curou"
(Gn 18:23-33) Abraão consegue convencer a Deus que não deveria destruir a cidade de Sodoma se lá encontrasse pelo menos 10 justos. No início todos seriam destruídos, justos e ímpios, mas com a interferência de Abraão, que demonstrou ser um excelente argumentador, o Senhor amoleceu o coração e passou a ser mais condescendente. Dos 50 justos que havia falado anteriormente, se conformou em procurar apenas dez. 


RESPOSTA:
       De fato, na Sua essência, Deus não muda. Deus perfeitíssimo não poderia melhorar a Sua perfeição ou piorá-la. O que mudam são as circunstâncias. Com o vento soprando em uma única direção o navegador poderá mudar a direção do seu barco, para a esquerda ou para direita, dependendo da posição que toma. Uma casa não muda de lugar, mas podemos dizer que ela está ora à esquerda, ora à direita, dependendo da posição de quem a observa. É grosseira a comparação, mas auxilia na compreensão da natureza de Deus, no caso sob comentário. Em todos os casos sob análise o que mudou não foi Deus, mas as circunstâncias mudaram. Às vezes o arrepender-se de Deus é sinônimo de tristeza, como no caso da criação do homem (Gn 6). Após criar o homem, Deus disse que tudo que tinha feito era muito bom (Gn 1.31). Depois da queda, o homem mudou, as circunstâncias mudaram, e Deus se entristeceu da lastimável situação de sua criatura. Deus é Justiça e Misericórdia. A intercessão de Abraão, no caso da destruição de Sodoma e Gomorra, moveu a misericórdia de Deus. O clamor do rei Ezequias moveu a misericórdia de Deus. O clamor de Moisés moveu a misericórdia de Deus e todos não foram eliminados no caso do bezerro de ouro. A intercessão de Jonas, o arrependimento e jejum dos ninivitas mudaram as circunstâncias, então houve mudança da atitude de Deus com relação àquela cidade (Livro de Jonas). Da mesma forma, hoje acontece a mesma coisa. Todos os homens estão sob condenação eterna, porque todos pecaram e destituídos estão da salvação (Rm 3.23). Todavia, se houver arrependimento e séria intenção de deixar o pecado; se houver fé no Senhor Jesus, na Sua morte e ressurreição, ou seja, mudadas as circunstâncias, muda a atitude de Deus, e o homem será salvo. O princípio é este: mudando as circunstâncias, Deus poderá mudar suas atitudes. Lembremo-nos de que Deus é soberano na Sua vontade. Uma casa é um bem imóvel, mas ela poderá nos abrigar dependendo do lado em que estejamos. Dentro dela é o melhor lugar. A mesma coisa não ocorre se estivermos em cima dela ou do lado direito, esquerdo, na frente ou detrás. Estes esclarecimentos são apenas uma ajuda para quem está em dificuldade de compreender como Deus age em determinadas circunstâncias. A verdade é que nunca iremos compreender plenamente os mistérios de Deus e Sua natureza, mas sabemos que Ele é bom e nos ama, e está sempre pronto a socorrer-nos em nossas dificuldades. Todavia, veja o que Ele diz:

"Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar e  buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra."  2 Cr 7.14

4 comentários:

  1. Amigo! É contraditório o que escreve. Partindo do princípio que Deus é onisciente e logicamente conhecendo o futuro como poderia se arrepender?

    Estou mais propenso a não acreditar na bíblia do que que em acreditar. Já dizia Rousseal "Quantos homens entre mim e Deus"; dessa forma ele queria dizer sobre a quantidade de versões e traduções que tem a bíblia. A pd José Almeida mesmo foi traduzida no século XV; mesmo antes de ser editada sofreu uma série de correções (depois também)veja no wikipédia. Sem contar as influências o tradutor teve de outras línguas mesmo traduzindo do original (que não era o original de fato) era uma cópia do original que logicamente sofreu influências provocando mudanças nos textos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é que você, como muitos, pensam que o arrependimento de Deus é como o nosso. Nós nos arrependemos sempre de algo errado que fizemos. Deus, na sua Santa e Gloriosa Onisciência se arrepende mudando de comportamento sempre em relação às nossas atitudes, tanto para nos abençoar, quanto para o juízo. E isto, tradutor nenhum da Bíblia conseguirá mudar!

      Excluir
    2. Mas arrepender significa mudar de opinião, a questão é: Sendo sabedor de tudo como poderia não saber que iria se arrepender da decisão tomada?

      Amigo, não estou negando a existência de Deus, de forma alguma, apenas estou contestando a bíblia que foi feita por mãos de homens como eu e você, sujeito a paixões, vaidades, etc. E se contar as traduções que sofreu ao longo da história e passando pela mão de quem passou (católica romana)no mínimo é de se ficar com um pé atrás quanto ao seu conteúdo. Abra o olho! A minha opinião quanto ao Deus que a bíblia pinta (vingativo, mau, intransigente) que mais se parece com os humanos - depois nos perguntamos o porque de tanta guerra sendo que o próprio segundo a bíblia ordenava guerras contra os inimigos de Israel - de uma hora para outra veio Jesus e simplesmente mostrou um Deus longânimo, bondoso, basta ler o último livro do AT (Malaquias) e começar Mateus que ele se transforma como da água para o vinho.

      Hoje nas igrejas que brotam em cada esquina como cogumelo no esterco, ensinam as crianças o quão malvado é Deus, coisa que na verdade não é ensino, é terror mesmo; "Se você não for um bom menino Deus te castiga". É esse o deus que o cristianismo prega, ou seja, o individuo não tenha escolha, ou serve a deus ou vai para o inferno, se é assim porque nascemos? O que será de nossos antepassados que não conheceram a "voz da salvação"? O que será da Ásia, África?

      Que pecado tem uma criança recém-nascida? O pecado original? Que pecado original? Por acaso seu filho é obrigado a pagar dívida que você contraiu?

      Amigo isso é medo que aculturado no povo, para manter a ordem e disciplina do "sim senhor" nada mais que isso.

      Abraço.

      Excluir
    3. Amigo, você nunca irá entender o "arrependimento" de Deus, pensando ser isto um mero sentimento humano. Está também completamente equivocado ao generalizar as convicções das igrejas, principalmente quando diz sobre crianças, uma vez que nenhuma delas nasce no pecado (http://odetalhedapalavra.blogspot.com.br/2010/12/onde-esta-escrito-isso-xi.html), nem mesmo que Deus castiga e tal, tal.

      A Bíblia, a qual voce não crê, portanto fica difícil argumentar, diz que Deus é bom, a sua misericórdia dura para sempre e, que este Deus, amou o mundo de tal maneira, que deu seu Único Filho para todo aquele que Nele crer, tenha a vida eterna.( JO 3,16 )

      É fato que tem muito picareta por aí abrindo igreja, inclusive, algus estão até na TV, mas tem muita gente séria fazendo a coisa certa.

      Se você quiser, de fato, entender Deus e sua Palavra, é preciso ter um relacionamento direto com Ele, lembrando que Deus não é Deus de multidões, Ele é Deus de indivíduos, não tem agenda cheia, não Se encontra em religião alguma e, também, não obriga ninguém a nada!

      Ainda seria bom salientar que o direito a salvação é nos dado gratuitamente, mediante a Fé exclusiva em Jesus e que Ásia e África estão 100% evangelizadas, pesquise e verás!

      Obrigado por sua visita aqui e, lhe aconselho a vasculhar mais este blog. Podes achar mais coisas interesSantíssimas sobre a Bíblia.

      Excluir